"Museu dos Meninos" é o primeiro projeto autoral do ator e performer Mauricio Lima, nascido e criado no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro e, por consequência, sobrevivente do projeto de extermínio da população favelada do Estado do Rio de Janeiro - que tem a polícia mais letal e violenta do país. "Museu dos Meninos" é uma obra transdisciplinar composta por uma série de ações nos campos do audiovisual, performance e artes visuais. O museu virtual, lançado em Novembro de 2019, traz em seu acervo três coleções de vídeo-retratos realizadas com jovens homens negros, entre 15 e 29 anos, moradores das favelas que compõem o Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro.

 

"Museu dos Meninos - Arqueologias do Futuro" é uma série de visitas guiadas online ao acervo virtual do Museu dos Meninos (mediadas por Mauricio Lima) e apresentações da performance Museu dos Meninos através da plataforma ZOOM. O projeto é parte do levante mundial que está acontecendo agora na luta anti-racista e contra o genocídio do povo preto, e que se encontra com a premissa de criação do Museu dos Meninos: criar e preservar memórias do povo preto e favelado.

 

Visitas Guiadas:

O projeto convidou, durante os meses de agosto e setembro, artistas, pensadores, políticos e ativistas negres, nacionais e internacionais, que desenvolvam ações voltadas para a luta anti-racista para debater sobre questões relacionadas ao racismo e suas tecnologias, a partir das obras do Museu do Meninos. Esse projeto teve o patrocínio da fundação holandesa Prince Claus Fund.

Museu dos Meninos - Arqueologias do Futuro

Performance:

A performance tem um caráter documental, a partir das memórias da infância e adolescência do ator, vividas no Complexo do Alemão, cruzadas com as 30 entrevistas realizadas com os meninos que compõem a coleção do museu. A performance evoca a figura do ator MC, que nasce na cultura hip-hop, onde o ator deixa de interpretar personagens para defender seu ponto de vista, tendo a autorrepresentação e o depoimento como estrutura da concepção dramatúrgica, exercendo o intransferível direito de contar sua própria história e a da sociedade na qual está inserido. O projeto de performances online foi contemplado pelo programa de emergência “Cultura Presente nas Redes” do estado do Rio de Janeiro, realizou temporada durante o mês de agosto e foi selecionado para o 14º Cine BH - International Movie Festival (2020).

Idealização: Maurício Lima⠀
Roteiro:
Fabiano de Freitas e Maurício Lima⠀
Direção de Arte: 
Evee Ávila⠀
Direção de Produção:
Nely Coelho⠀
Direção Técnica:
Juracy de Oliveira⠀
Identidade visual:
Rodrigo Rosm⠀
Tradução simultânea: Marcelo Andreoti⠀
Intérprete de Libras: Jhonatas Narciso⠀
Transcrição e legendagem:
Thierry Rosa⠀
Midias Sociais:
Rodrigo Menezes⠀
Assessoria de Imprensa: Alessandra Costa/ Duetto Comunicação⠀
Parceria:
Pandêmica - Coletivo Temporário de Criação⠀
Patrocínio:
Prince Claus Fund.

Siga:
@pandemicacoletivo

  • Facebook Limpo
  • Twitter limpo